Dietas do Carboidrato, Elas Realemente Funcionam ou Não?

Dietas de baixo carboidrato existem há um certo tempo. Você não escuta sobre elas tanto quanto quando o Dr. Atkins introduziu a mania low-carb (baixo carboidrato) pela primeira vez, mas elas continuam aqui.

Dietas_do_CarboidratoEla foi alterada e refinada e agora é chamada de vários nomes diferentes, mas os fundamentos são os mesmos. De acordo com a dieta de baixo carboidrato, tudo que você deve fazer é cortar os carboidratos, e então perder peso.

É realmente tão simples assim? Eu tenho que passar fome? Como funciona? Por fim, realmente funciona?

Essas são as perguntas mais comuns que as pessoas fazem quando consideram seguir uma dieta de baixo carboidrato. Vamos considerar uma por vez e tentar chegar ao fundo do que acontece.

A dieta de baixo carboidrato é realmente tão simples como apenas reduzir ou cortar os carboidratos? A resposta é sim (só aqui em comecarAEmagrecer.com). Semelhante em essência a ler rótulos e cortar calorias, mas diferente do ponto de vista de que você pode ingerir quantas calorias quiser, desde que o seu valor de carboidratos diários não exceda a especificação do dia.

O fato é que você pode consumir quantas calorias quiser durante o dia, pois a dieta de baixo carboidrato não está nem um pouco preocupada com as calorias. É tudo em torno dos carboidratos.

Você vai passar fome durante uma dieta de baixo carboidrato? Nem um pouco. Não há restrições na quantidade de comida que você pode comer durante essa dieta.

Você não está controlando porções, ou limitando os horários do dia em que você pode ou não comer. Você não vai evitar a fome bebendo copos de água para tentar encher. Você simplesmente vai comer quanto quiser, quando quiser.

A dieta de baixo carboidrato funciona ao fazer com que seu corpo pare de queimar carboidratos como sua principal fonte de energia e ao invés disso passe a queimar gordura.

Você precisa enganar seu corpo para que ele queime gordura como fonte primária de energia. A forma de enganar seu corpo é configurá-lo para um estado de cetose. Você faz isso ao não fornecer a ele carboidratos e alimentá-lo com gordura.

Ironicamente, numa dieta de baixo carboidrato, quanto mais gordura você ingerir, mais gordura o seu corpo queima, não apenas a gordura que você está consumindo, mas também as reservas de gordura armazenadas no seu corpo.

Então a dieta de baixo carboidrato o encoraja a comer comidas como frango frito sem casca (sem carboidratos, muita gordura), a tomar bebidas cremosas pesadas, e a consumir grandes quantidades de carne, especialmente aquelas com bastante gordura.

Ela o desencoraja a comer vegetais, frutas, grãos e outras comidas que seriam consideradas saudáveis de outra maneira.

O mais incrível dessa dieta é que ela funciona- e rapidamente. O corpo começa a queimar gordura dentro de poucos dias após o corte ou redução de carboidratos. Seu corpo vai para um estado que é chamado de cetose dentro de 2 a 4 dias e se torna uma máquina de queimar gordura.

Quanto menos carboidrato você ingere, mais peso você perde. É comum para uma pessoa nessa dieta perder de 1,3 a 3,2 kg por semana.

dieta_de_baixo_carboidratoNão é um chamariz, é ciência real, e provas foram encontradas estudos após estudo.

Tudo que você deve fazer é perguntar a pessoas que já estiveram em uma dieta de baixo carboidrato se ela funciona ou não e elas irão ficar felizes em lhe contar sua história, e sim, ela funciona.

Então, por que todo mundo que está em busca de perder peso não segue uma dieta de baixo carboidrato?

Se ela funciona, se é ciência real, e as pessoas realmente perdem peso com ela, e não pouco peso, mas muito, o que está acontecendo?

Aqui está o problema, ou eu deveria dizer, os problemas. A dieta de baixo carboidrato é incrível no começo. Você pode comer o dia todo, consumindo alimentos mais ricos que puder imaginar.

É o paraíso de qualquer pessoa em dieta. Contudo, existem alguns poucos itens na lista dos alimentos que você não pode tocar em um menu de baixo carboidrato.

Eles incluem açúcar, doces de todos os tipos, incluindo cookies, bolos, tortas, sorvetes, e como você adivinhou, qualquer coisa doce ou parecida com bolo, nada de pão, arroz, massas ou amidos de qualquer espécie, pouquíssimas frutas ou vegetais. É tipo um regime de Daniel ao inverso.

Aqui a pessoa que faz a dieta fica desarmada. Uma de duas coisas acontece eventualmente. A pessoa na dieta de baixo carboidrato, em tempo, percebe que os alimentos permitidos na dieta não são saudáveis para se comer.

Ingerir alimentos gordurosos durante o dia todo pesa na consciência, e não leva muito tempo até que aquela voz na cabeça comece a questionar o que toda aquela gordura está fazendo para o corpo.

Outra coisa que comumente ocorre é que a pessoa em dieta se vê numa situação em que ela está em um restaurante, ou amigos aparecem para jantar em casa, ou fora da cidade, e as comidas permitidas não estão disponíveis na ocasião.

A pessoa em dieta se convence de que uma refeição fora da dieta de baixo carboidrato não vai causar nenhum mal, o que seria verdade para qualquer outra dieta, mas definitivamente não vale para um corpo que foi transformado em uma máquina de queimar gordura.

Um dia ultrapassando o limite de carboidratos joga o corpo para fora do estado de cetose, e as consequências são que, aquelas 4.000 calorias que você comeu no dia anterior, que não geravam consequências enquanto você queimava gordura, não serão queimadas agora, e levará de 2 a 4 dias para configurar o corpo novamente ao estado de cetose.

Assim, a lógica aqui é que quando se está fora do estado de cetose, o ideal é comer alguma das coisas que estão sentindo falta, porque será um longo período até que possam comê-las novamente. O problema é que, em uma dieta de baixo carboidrato, você não pode ter ambos. É tudo ou nada.

Para finalizar as respostas as nossas perguntas, a dieta de baixo carboidrato funciona para perda de peso, porém é facilmente sabotável e a maioria das pessoas acaba por se desviar do caminho.